sexta-feira, 10 de março de 2017

Moscas e gaivotas


Um siri já não se esconde
em seu refúgio
e não mostra mais as pinças
para intimidar o inimigo.
Moscas o sobrevoam
enquanto aguarda
semi-imóvel
seus momentos finais.
Ao longe, o céu azul
se enche de gaivotas
rodeando um trecho do mar.
Um cardume
em águas rasas
vai virar manjar.
Moscas e gaivotas
sobrevoando as presas.
É a vida espreitando a morte
para se perpetuar.

Eliana Ruiz Jimenez

9º. Concurso Literário Conto & Poesia  SINERGIA  FLORIANÓPOLIS
http://www.sinergia.org.br/paginas/noticia/100


Nenhum comentário: